O ovo é considerado um dos alimentos mais completos que existem. Fonte de proteína, possui quase todos os nutrientes que o corpo necessita. Apresenta vitaminas essenciais, minerais, gorduras saudáveis e antioxidantes, além de todos os aminoácidos fundamentais para o bom funcionamento do organismo, com apenas 70 calorias por unidade.

Fizemos uma lista com as principais informações sobre os ovos. Veja a seguir:

  • Os ovos são divididos em quatro “categorias” de acordo com o seu modelo de produção: o ovo caipira (ou “colonial” ou “capoeira”), o ovo orgânico, o ovo “de galinhas livres de gaiolas” e o convencional (ou “de granja”);
  • O ovo caipira é produzido por galinhas que são criadas parcialmente em gaiolas e que se alimentam de ração 100% vegetal;
  • O ovo orgânico é produzido por galinhas que recebem exclusivamente alimentação com ingredientes orgânicos. O sistema permite um ambiente em que a galinha se movimente livremente;
  • Os “ovos de galinhas livres” são produzidos por galinhas criadas em galpões, onde podem ciscar, empoleirar-se, bater as asas livremente e botar ovos no local que escolherem;
  • O ovo “da granja” é produzido por galinhas criadas em gaiolas. Com técnicas empregadas e alimentação balanceada, as galinhas aumentam a produtividade;
  • Existe certificação para garantir que um produto é orgânico. Procure nas embalagens o selo da Certificação Orgânica ou o da Certified Humane (http://certifiedhumanebrasil.org), que garantem que o alimento é oriundo de produtores que atendem exigências objetivas de bem-estar animal;
  • “Ovos enriquecidos” ou “fortificados” são produzidos por galinhas alimentadas com linhaça, óleo de peixe, algas ou óleos vegetais, o que resulta em um ovo rico em ômega-3, fato já comprovado em estudos científicos;
  • A coloração da casca do ovo é determinada pela herança genética da ave. Nem todo ovo de casca escura é caipira. E ovos de casca clara podem ser caipiras;
  • A cor da gema dos ovos varia de acordo com a alimentação das galinhas. Quanto mais forte a cor amarela da gema do ovo, maior número de elementos foi incluído na alimentação da galinha, como por exemplo, capim, grãos, frutas entre outros;
  • Não se deve lavar os ovos antes de guardá-los na geladeira, pois isso pode retirar a película protetora existente na casca e aumentar a chance de contaminação por micro-organismos, que podem migrar da casca para o interior. Portanto, faça a lavagem apenas no momento do preparo;
  • Para saber se o ovo está bom para consumo basta colocá-lo dentro de um recipiente com água, se o ovo afundar é porque está fresco, se boiar está impróprio para o consumo;
  • Para evitar a contaminação da bactéria Salmonella cozinhe bem os ovos, até que fique firme. Caso queira preparar maionese caseira ou mousse, que utilizam ovos crus, por exemplo, prefira utilizar ovos pasteurizados, que são vendidos em frascos ou caixas.

Fonte: Instituto Akatu