Ovos podem ser fritos, cozidos, mexidos ou pochê e consumidos no café da manhã, almoço, lanche e jantar. Podem ser comprados em quase todos os lugares, duram várias semanas, são relativamente baratos e fazem mágica em fornadas de bolos, biscoitos e pães. Todos nós sabemos quão facilmente eles podem ser transformados em uma refeição, mas há muito mais nos ovos do que podemos ver. A seguir, tudo o que você precisa saber sobre o poderoso ovo.

  • 1. Ovos são históricos

Os seres humanos comem ovos desde os primórdios da humanidade. Os antigos romanos comiam ovos de pavão, e dizem que os chineses se interessavam por ovos de pombo. Quando a maioria de nós pensa em ovos, geralmente imagina ovos de galinha. No entanto, ovos de codorna, pato, ganso e peru também são consumidos.

  • 2. Ovos = Potência Nutricional 

Os ovos são considerados um dos alimentos mais nutritivos do planeta. São uma fonte natural de proteína barata e de alta qualidade. A proteína dos ovos ajuda a reduzir a pressão arterial, otimizar a saúde óssea e aumentar a massa muscular. Os ovos também são uma fonte rica em selênio, um antioxidante importante para o funcionamento da tireoide, nosso sistema imunológico e saúde mental, junto com as vitaminas D, B6, B12, zinco e ferro.

  • 3. Não, ovos não são a menstruação da galinha 

A gema do ovo é um óvulo não fecundado. Na mulher, a menstruação também acontece quando o óvulo deixa de ser fecundado, mas isso ocorre somente cerca de duas semanas depois da própria ovulação, que é a liberação deste gameta feminino. Esta comparação é complicada também pelo fato das galinhas, por não serem mamíferas, terem um sistema reprodutivo bastante diferente. Elas não têm um útero e um endométrio como nós, humanas (e mamíferas).

  • 4. Covid-19 aumentou a demanda 

As vendas de ovos dispararam durante a pandemia. A demanda por ovos é historicamente alta durante períodos econômicos difíceis, possivelmente devido ao fato de que eles são uma fonte relativamente barata de proteína e outros nutrientes e também são um ingrediente extremamente versátil. E com mais tempo em casa, a atual pandemia levou mais famílias a cozinhar do zero, assar pães e bolos e comer em casa, usando portanto mais ovos.

Fonte: BBC News Brasil